Izu

Izu (伊豆) é uma peninsula que fica na província de Shizuoka. No fim de semana prolongado de 2 a 4 de novembro, nós fomos passear lá com alguns conhecidos. Dessa vez ficamos em uma casa alugada e fomos de carro, então não haverá dicas de transporte e acomodação.

Aqui vai uma foto do Oceano Pacífico para vocês. Essa pessoa que está pescando aí não sou eu, por sinal.

Passeio em Izu

Passeio em Izu

A parte da praia fica em Shimoda, mais ao sul da península. Como nós não fomos até lá, fico devendo essa.

Gasshuku do laboratório

Depois de muito tempo sem postar, resolvi tirar um pouco do pó acumulado no meu blog.

Gasshuku (合宿), como já disse esse post, é uma viagem com intuito de estudar, treinar ou fazer algo que você faria normalmente, mas em um ambiente diferente para que você possa se concentrar melhor.

Dia 12 e 13 de outubro foi o gasshuku do meu laboratório em Kawaguchiko (河口湖), um dos lagos aos pés do Monte Fuji. Não teve tempo para passear nos arredores – a não ser se você quisesse passear depois, e os dois dias foram basicamente de palestras sobre coisas internas do laboratório.

Em geral, você tem que tirar o dinheiro do bolso. Por isso, muitas vezes os gasshukus são feitos nos chamados “seminar houses”, que são mais baratos que hotéis normais.

Yamanote Walk

Para aqueles que não conhecem, a Yamanote (山手線) é a principal linha de trem de Tóquio. Ela é uma linha circular de 29 estações e 34km que contorna todo o centro, passando por muitos dos principais pontos da cidade, como Shinjuku, Shibuya e Ikebukuro.

No domingo de Golden Week, eu resolvi desafiar a mim mesmo e fazer a caminhada ao longo da Yamanote. Foram cerca de 10 horas e meia de caminhada e 2 horas de pausa. Aliás, um número considerável de outras pessoas já fizeram essa caminhada (eu tirei essa ideia do Drebes). A regra é basicamente andar perto da linha e tirar fotos de todas as estações.

E aqui vão as fotos:

Caso alguém queira fazer essa caminhada também, aqui vão alguns avisos:

  • A caminhada deve demorar entre 12 e 14 horas, então comece cedo
  • Prepare isotônicos, energéticos, protetor solar e bandagens para caso dê bolha no pé
  • Faça pausas: somente 2 horas é pouco!
  • A parte mais chata é entre as estações de Tamachi e Shinagawa, que são as duas estações mais distantes entre si da Yamanote (2.2km) e não tem muito para se ver entre elas. Mas isso talvez mude nos próximos anos, já que existem planos de construir uma nova estação no meio delas
  • A parte mais difícil é entre as estações de Ikebukuro e Ueno – é um festival de ladeiras. O mais frustrante foi a estação de Tabata: ela fica bem em um vale, então tive que descer e subir de novo só para tirar a foto da estação. Observação: eu fui pelo lado de dentro da Yamanote; tentem pelo lado de fora que talvez vocês não tenham que subir e descer à toa entre Nishi-Nippori e Tabata
  • Depois de terminar, entre em um ofurô que ajuda a aliviar a dor nas pernas

Por fim, aqui vão os horários só para vocês terem uma ideia da distância:

  • Ikebukuro – 8:00 (saída)
  • Mejiro – 8:17
  • Takadanobaba – 8:32
  • Shin-Okubo – 8:55
  • Shinjuku – 9:08
  • Yoyogi – 9:36 (+ 10 minutos porque perdi a entrada da estação e tive que voltar)
  • Harajuku – 9:56
  • Shibuya – 10:19 (+ pausa de 5 minutos)
  • Ebisu – 10:51
  • Meguro – 12:20 (+ pausa da almoço de 1 hora)
  • Gotanda – 12:40
  • Osaki – 13:00
  • Shinagawa – 13:28
  • Tamachi – 14:05 (+ pausa de 5 minutos)
  • Hamamatsucho – 14:41
  • Shinbashi – 14:59
  • Yurakucho – 15:19
  • Tokyo – 15:28
  • Kanda – 16:15 (+ pausa de 30 minutos)
  • Akihabara – 16:35
  • Okachimachi – 16:48
  • Ueno – 17:03
  • Uguisudani – 17:20
  • Nippori – 17:45
  • Nishi-Nippori – 17:55
  • Tabata – 18:45 (+ pausa de 30 minutos)
  • Komagome – 19:05
  • Sugamo – 19:23
  • Otsuka – 19:45
  • Ikebukuro – 20:23 (chegada)

Hakone

Hakone (箱根) é uma região montanhosa da província de Kanagawa, e é um dos pontos turísticos famosos perto de Tóquio conhecido pelas águas termais, perfeito para quem quer fazer um bate-e-volta ou para quem quer passar uma noite.

O passeio para Hakone em geral começa em Shinjuku, pegando o super-expresso Romance Car da linha Odakyu até a estação final Hakone-Yumoto (箱根湯本駅), o que leva cerca de 90 minutos. Aliás, um dos trens da série Romance Car foi votada como o melhor trem do Japão em 2009 no Blue Ribbon Award. Para a passagem, a melhor opção é comprar o Hakone Free Pass, que custa ¥5.000 para dois dias e vale para diversos tipos de transporte dentro de Hakone.

Odakyu Romance Car

Hakone-Yumoto

O passeio mais recomendado para quem vai a Hakone é dar uma volta no sentido anti-horário do trajeto circular. Neste trajeto existem vários pontos turísticos, alguns dos quais nós não fomos. Logicamente, só escreverei aqui sobre o que eu fiz de fato, mas vale a pena dar uma pesquisada sobre o que mais existe no caminho.

Primeiro, pegue o Hakone Tozan Railway (箱根登山電車) para Gora (強羅) do outro lado da plataforma do Romance Car. Este trem passa a cada 15-20 minutos, e demora 40 minutos até o destino final. A paisagem no meio da viagem é bem bonita, e dizem que dava para ver o Monte Fuji em dias bons (principalmente no outono e inverno), mas eu não tive tanta sorte.

Hakone Tozan Railway

Em Gora, existe o Gora Koeun (強羅公園), um parque de estilo francês com uma fonte e um jardim de rosas. Por ser verão, o jardim de rosas estava fechado, infelizmente. O parque está a 6 minutos andando da estação de Gora ladeira acima, então quem não quiser andar, pode pegar o Cablecar e ir para a parada Kouen-shimo (公園下, na parte baixa do parque) ou Koeun-kami (公園上, na parte alta). A entrada é de graça com o Free Pass.

Gora Park

Continuando montanha acima, pegue o Hakone Tozan Cablecar (箱根登山ケーブルカー) de Kouen-shimo ou Kouen-kami até Sounzan (早雲山). Ele passa a cada 20 minutos e demora cerca 10 de minutos até o ponto final. Em Sounzan, troque novamente de meio de transporte, pegando o Hakone Ropeway (箱根ロープウェイ) até Owakudani (大涌谷). O ropeway passa constantemente e demora cerca de 15 minutos.

Owakudani é uma região com atividade vulcânica, e a especialidade é o ovo preto (黒たまご), cozido com água aquecida naturalmente. Dizem que cada ovo desses aumenta 7 anos de vida; um pacote com 35 anos custa ¥500. Bela barganha, não? Por sinal, o ovo é como um ovo cozido (somente a casca que é preta) e eles colocam um pacotinho de sal junto. O local onde eles cozinham o ovo está a 10 minutos andando e a entrada é de graça.

Kuro-tamago

Owakudani

Pegando novamente o Ropeway por mais 15 minutos, chega-se a Togendai (桃源台). De lá, pegue o Hakone Sightseeing Cruise (箱根海賊船), cujo nome em japonês já diz o que é: um navio pirata atravessando o lago Ashi (芦ノ湖). Os barcos demoram entre 30 a 60 minutos para passar, e leva mais ou menos 30 minutos para chegar até Hakone-machi ou Moto-Hakone. Do lago, dá para ver o Monte Fuji (de novo, sem sorte dessa vez) e o Hakone Jinja (箱根神社).

Navio pirata!

Lago Ashi

Hakone Jinja

Por fim, ônibus de volta a Yumoto saem de Moto-Hakone e alguns passam por Hakone-machi. Muitas pessoas vão andando de Hakone-machi até Moto-Hakone para ver os pontos turísticos que existem no meio (leva de 20 a 30 minutos andando), outras vão de navio direto até Moto-Hakone.

Para quem quer passar mais de um dia em Hakone, uma boa sugestão é passar a noite em um ryokan (embora os preços possam ser salgados, dependendo da data e do hotel), para entrar em onsen (águas termais) e comer uma janta extrememamente bem caprichada.

Janta de ryokan

No dia seguinte, fizemos um passeio mais tranquilo. Pegamos o ônibus para Togendai (linha T) – eles ficam à esquerda saindo da estação de Yumoto e passam a cada 10-15 minutos. Andamos 26 minutos até o ponto Kawamukai (川向), que é onde fica o Museu do Pequeno Príncipe (Musée du Petit Prince de Saint Exupéry à Hakone ou 星の王子様ミュージアム).

Museu do Pequeno Príncipe

O Pequeno Príncipe

Depois, pegamos o mesmo ônibus mas no sentido contrário, e voltamos por 3 minutos até o ponto Hyoseki Hakone Glass no Mori-mae (俵石・箱根ガラスの森前) para ir no Museu de Vidro Veneziano (Hakone Glass no Mori Bijutsukan ou 箱根ガラスの森美術館).

Museu de Vidro Veneziano

Árvore com folhas de vidro

Nós compramos as entradas para esses dois museus juntas, e saiu por menos que ¥2.000 com Free Pass e desconto de estudante. Para voltar para Yumoto, só pegar o ônibus que vai para Hakone-Yumoto ou Odawara.