Discriminação

Discriminação (seja ela por raça, nacionalidade, sexo, opção sexual, etc.) é um problema sério que acontece em todo o mundo – e o Japão não foge à regra. Aliás, como esse tema foi perguntado para mim por futuros bolsistas, resolvi falar um pouco sobre ele.

Todos já devem saber sobre discriminação sexual (danjo sabetsu ou 男女差別) aqui no Japão. O Japão é um país com raízes conhecidamente machistas, e isso se estende até os dias de hoje em diversos ambientes, inclusive o corporativo.

Pelo que eu percebo, como a população japonesa é altamente homogênea, racismo (jinrui sabetsu ou 人類差別) está altamente correlacionado com xenofobia (gaikokujin ken’o ou 外国人嫌悪, também conhecido como gaikokujin kyoufushou ou 外国人恐怖症). E pasmem: nenhum dos dois comportamentos são condenados pela legislação japonesa. Não existe punição para quem tratar com desprezo (para não mencionar o pior) alguém por causa da sua raça ou nacionalidade. E isso resulta em lugares que não contratam estrangeiros de modo algum (não importando se a pessoa sabe falar japonês fluentemente), apartamentos que não aceitam estrangeiros, e até hotéis que não aceitam. O que é no mínimo estranho para um país que quer se internacionalizar.

Por fim, eu nunca ouvi falar de homofobia (douseiai ken’o ou 同性愛嫌悪, conhecido também como douseiai kyoufushou ou 同性愛恐怖症) por aqui, mas também não posso afirmar que não existe.

De qualquer forma, devo dizer também que discriminação é algo que infecta apenas algumas pessoas. Embora eu já tenha sentido xenofobia por aqui, muitos japoneses também já me trataram muito bem. E xenofobia só chegará a ser um problema maior se você estiver pensando em trabalhar e passar bastante tempo por aqui; no mais, é só ignorar as besteiras que algumas pessoas dizem esporadicamente.

Observações:

  • A palavra “racismo” não existe em japonês. “人類差別” significa “discriminação” no sentido de “diferenciação”, e não tem conotação negativa necessariamente.
  • O Japan Times publicou um comentário que eu achei interessante relacionado aos “flyjin” (termo criado para denominar pejorativamente as pessoas que saíram do Japão depois do terremoto de Sendai)

[Atualizado em 17/07/2011]:

Uma demonstração lamentável de xenofobia no Japão. O incrível é que a própria deixa que um protesto assim aconteça.

Extraído da Wikipedia: O Artigo 14 da Constituição Japonesa fala que todas as pessoas (versão inglesa) ou cidadãos (versão japonesa) são iguais perante a lei, baseado em raça, crença, sexo, etc. Contudo, o Japão não possui leis civis que penalizam discriminação cometida por qualquer cidadão, empresa ou organização não-governamental.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s