Mudança (Parte 1)

Para os moradores do Soshigaya Kokusai Kouryu Kaikan, a primeira coisa a fazer quando estiverem se mudando é pedir na secretaria o Notice of Leave (Taikan Todoke ou 退館届) com pelo menos 30 dias de antecedência. Nele, você escreverá informações como o dia que você sairá do dormitório e seu telefone e novo endereço para contato. Eles marcarão então um dia para a inspeção do quarto (no dia anterior ou no mesmo dia da sua saída).

Algumas coisas para se saber para a mudança:

  • O último aluguel deve ser pago em dinheiro no escritório;
  • A mobília deve ser colocada de volta no mesmo lugar que estava quando você entrou;
  • Você deve levar consigo todos os seus pertences, incluindo o que está na cozinha e no depósito;
  • Jogue todo o lixo fora. Atenção especial para os lixos grandes (sodai gomi ou 粗大ごみ), cuja coleta é paga;
  • Dê uma limpeza no quarto.

Além disso, entregue o Change of Address Notice (Tenkyo Todoke ou 転居届) no correio (se você for continuar no Japão). Com isso, o correio se responsabiliza a entregar toda a sua correspondência na sua casa nova de graça pelo período de um ano.

Anúncios

Hyakumandou Natsu Matsuri

Depois da pedalada até Shiki, ainda fui para Kawagoe (川越市) para o Hyakumandou Natsu Matsuri (川越百万灯夏まつり, traduzível como “Festival de Verão dos Milhões de Lanternas de Kawagoe”). Para chegar lá, só descer em Hon-Kawagoe (本川越駅), última estação da linha Seibu Shinjuku (西武新宿線), ou em Kawagoe (川越駅) ou Kawagoe-shi (川越市駅) da linha Tobu Toujou (東武東上線).

Esse festival passa pelo meio da parte de Kawagoe chamada “Little Edo” (Koedo ou 小江戸), que por sua vez é um shitamachi parecido com Gion, com diversas casas do estilo antigo japonês.

Lanternas do Hyakumandou Matsuri

E algumas lanternas normais de matsuri

Little Edo em Kawagoe

Foi uma boa oportunidade para comer batata assada com manteiga (jaga butter ou じゃがバター), tomar kakigoori (かき氷) de blueberry e um pouco de Lamune (ラムネ). E também de ver a Maili e a Adriana brincarem de kingyo sukui (金魚すくい), brincadeira muito popular entre crianças nos festivais de verão do Japão.

Kingyo sukui

Pedalada para Shiki

Dia 1 de agosto parece que é dia de testar minha resistência física. Ano passado, fomos subir o Monte Fuji – caminhada de mais de 6 horas montanha a cima, temperatura de menos de 0°C, ar rarefeito e chuva na descida. Esse ano não vai ser tão desafiador assim: levar minha bicicleta para a cidade que eu morarei a partir de outubro, Shiki (志木市) em Saitama (埼玉県).

A distância total não é muito maior que da vez que eu fui para Sakuragaoka. Daquela vez, foram 17km (34km ida e volta), e dessa serão apenas 23,2km (só ida, que eu voltei de trem). Mas tem um “pequeno” problema dessa vez: temperatura máxima de 35°C e umidade entre 80% e 90%. Outro problema é que dessa vez não tem nenhum rio ou trilho de trem para seguir, então tive que ir lendo um mapa.

O trajeto começou saindo do dormitório, passando na frente do Karasuyama Shougakkou (区立烏山小学校), atravessando a linha da Keio e pegando a Kichijoji Doori (吉祥寺通り) quase do começo. Seguindo nela, passei na frente do Museu do Estúdio Ghibli, pelo meio do Inokashira Kouen e atravessa a estação de Kichijoji.

Estacionamento de bicicleta do Museu do Estúdio Ghibli

Continuando até o fim da Kichijoji Doori, cheguei na estação Musashiseki (武蔵関駅) da linha Seibu Shinjuku (西武新宿線) e depois na estação Houya (保谷駅) da linha Seibu Ikebukuro (西武池袋線). A partir daí, fui seguindo a divisa de Tóquio com Saitama na região de Oizumi (大泉) em Nerima (練馬区).

Já em Saitama, passei na cidade de Niiza (新座市) em frente ao parque do templo Heirinji (平林寺). Passei por baixo da linha Musashino (武蔵野線) até chegar na estação Shiki da Toubu Toujou (東武東上線), e em seguida na estação Yanasegawa (柳瀬川駅), meu ponto final.

Para o trajeto inteiro, veja o mapa.